Consulte todas as exigências para viajar pelo mundo, atualizado em tempo real: Acesse o SHERPA

MAAC

Duty of Care! Saiba o que é e como aderir a esse conceito na sua empresa.

Duty of Care

As pessoas formam o pilar essencial para o desenvolvimento sustentável de qualquer empresa, por isso, a sua companhia precisa investir em mecanismos para que o trabalhador possa desempenhar suas funções de maneira assertiva.

Uma das boas práticas que você pode aderir é o Duty of Care, conjunto de diretrizes éticas e legais que, quando implementado dentro das companhias, visa permitir ao colaborador trabalhar com segurança e bem-estar.

Na sequência, vamos abordar mais detalhes sobre o Duty of Care, mostrando como esse conceito pode ser um diferencial importante dentro da sua empresa e qual o impacto dele na gestão de viagens corporativas. Boa leitura!

Qual a importância do Duty of Care?

Durante as viagens corporativas, os profissionais estão expostos a diversos riscos, como situações que podem provocar o contágio de doenças, alterações climáticas e viagens a áreas com alto nível de periculosidade.

Para minimizar as chances de ocorrerem problemas dessa natureza, você pode aplicar o conceito de Duty of Care, por meio de várias ações, como reservas em hotéis seguros, manutenção de canal de comunicação aberto com seu colaborador para contatos em casos de imprevistos, definir previamente alguns protocolos em casos de incidentes, entre outras práticas.

Fazendo isso, você consegue preservar seus profissionais e garantir que sua companhia esteja trabalhando em conformidade com a lei, evitando assim processos trabalhistas, que podem resultar em prejuízos financeiros. 

Quais as vantagens do Duty of Care?

A adesão a práticas para fortalecimento do Duty of Care agrega vários diferenciais para sua empresa, impactando inclusive na reputação delas dentro do mercado. Confira alguns benefícios!

  • Melhora na performance dos colaboradores: profissionais que se sentem acolhidos pelas companhias conseguem render mais, entregando melhores resultados, contribuindo assim para o desenvolvimento da organização;
  • Ajuste em relação às normas: o Duty of Care permite que sua empresa esteja alinhada com a legislação trabalhista, fato que protege também os seus negócios de possíveis processos judiciais;
  • Diminuição nos riscos: os profissionais vão estar mais seguros em seus deslocamentos por viagens corporativas, reduzindo assim o risco de ocorrerem acidentes e outros contratempos durante a viagem;
  • Diferencial de mercado: além de viabilizar maior proteção nas viagens corporativas, o Duty of Care permite a empresa se posicionar como uma companhia que se preocupa com os profissionais e, para isso, não mede esforços em aplicar medidas para que eles desenvolvam todas suas potencialidades. 

Confira o passo a passo para ter uma política de Duty of Care na sua empresa!

Agora que você já sabe qual a importância do Duty of Care, chegou o momento de saber como implementá-lo no dia a dia da organização. Confira na sequência e saiba mais!

Organização das viagens corporativas

O primeiro passo é avaliar se a sua empresa já possui uma política de viagens corporativas e, caso tenha, é importante chamar os colaboradores para discutir possíveis melhorias a serem feitas no documento.

Por outro lado, se a sua empresa não tem definida qualquer orientação nesse sentido, para formatá-la é essencial avaliar o grau de risco das viagens, no que se refere a saúde e segurança.

Fique atento com as viagens internacionais

Os deslocamentos para fora do Brasil são diferentes e, inclusive, para alguns destinos é imprescindível não contar com um seguro saúde para casos de emergência.

Além disso, manter uma comunicação direta com o colaborador no exterior é essencial, porque pode ser necessário ajudá-lo em relação a algumas questões, como moeda local, fuso horário e idioma.

Tenha um plano B para casos atípicos

Os imprevistos não avisam quando vão acontecer e, portanto, ter várias ações de contingência é importante para se sair bem de situações inesperadas, preservando o plano inicial da viagem.

Esse protocolo precisa ser definido previamente para que os profissionais se sintam tranquilos ao saber que existem alternativas a serem adotadas, caso algum problema aconteça.

Solicite feedback dos colaboradores

A sua política de Duty of Care deve ser flexível para possíveis ajustes e isso passa, necessariamente, por ouvir com frequência o feedback dos profissionais que estão sempre viajando a trabalho.

Portanto, mantenha o canal aberto com sua equipe para ouvir deles o que deu certo e quais são os pontos de melhorias para que, juntos, seja possível construir um conjunto de diretrizes mais assertivo para o colaborador que está em viagem.

Otimize os processos

Neste contexto, é válido contar com soluções tecnológicas que ajudam a dinamizar os processos para organização dos deslocamentos dos profissionais

Essa é uma forma de dar mais celeridade ao planejamento das viagens de negócios e, consequentemente, garantir que a política de Duty of Care seja implementada com assertividade.

Conclusão

Como mostramos até aqui, implementar uma política de Duty of Care é essencial para o sucesso das viagens corporativas de qualquer empresa.

Você pode aderir essa diretriz no seu negócio com auxílio da nossa equipe. Somos referência em construir, junto com empresas de diferentes portes e segmentos, políticas de gestão de viagens corporativas que priorize a segurança e o bem-estar do colaborador.

Fale agora com um dos nossos consultores e saiba mais!

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp

Inscreva-se em nossa Newsletter

Receba todas as novidades do mundo das viagens corporativas e muito mais direto no seu e-mail!

* Prometemos não utilizar suas informações de contato para enviar qualquer tipo de spam

Utilizamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso site. Ao continuar navegando você concorda com a nossa política de privacidade e termos.